Ementa

Conceituação da Ergonomia; carga física, escalas de avaliação sistemas homem-tarefa-máquina; observação,  abordagens, sistemas e zonas; parecer ergonômico. Projeto ergonômico informacional. Condições de trabalho; custos humanos do trabalho, carga psíquica, carga cognitiva; entrevistas, questionários análise comportamental da tarefa, registros de comportamento; diagnóstico ergonômico. Conformação e dimensionamento da zona interfacial; campo de visão; área acional; movimentação de materiais; projetação ergonômica, recomendações ergonômicas, detalhamento ergonômico; avaliação ergonômica, validação ergonômica.

Objetivos 

Definir o campo de ação da Ergonomia através da explicitação de seu objeto de estudo, de seus objetivos, de seus métodos e técnicas de apreciação, diagnóstico, projetação, avaliação e validação, assim como de suas áreas de atuação. Fornecer subsídios conceituais, metodológicos e técnicos que permitam levantar e analisar dados, emitir pareceres e diagnósticos sobre situações existentes ou similares. Explicitar métodos, técnicas e ferramentas da Ergonomia no levantamento de dados em campo, na estruturação dos dados levantados, nas análises, na projetação, na consolidação de recomendações e nos testes de sistemas e subsistemas. Fazer uso dos parâmetros na avaliação e projeto ergonômico. Operar com os conceitos de arranjo físico de plantas industriais, na avaliação e proposições do ambiente espacial.  Aplicar os conceitos da pesquisa experimental no planejamento e realização de testes ergonômicos aplicados à avaliação e ao desenvolvimento de produtos e ao projeto de sistemas de informação.