Goebel Weyne

< >

Iniciou seus trabalhos gráficos e de pintura em Fortaleza, onde nasceu. Transferiu-se para São Paulo em 1951, com bolsa de estudos do MAM/SP. De 1955 a 1958 foi editor gráfico dos Diários Associados no Ceará. Em 1959 participa do curso de Comunicação Visual dado por Tomás Maldonado e Otl Aicher no MAM na cidade do Rio de Janeiro, onde passa a viver. Fez parte do grupo fundador da Esdi, em 1962, onde ensinou até 2008. Trabalhou nas revistas O Cruzeiro e Manchete, e de 1959 a 1966, e foi diretor de arte da Revista Módulo editada por Oscar Niemeyer. De 1959 a 1965 atuou como programador visual da Novacap no Rio de Janeiro e em Brasília. Ao longo de sua vida profissional desenvolveu inúmeros projetos de design de comunicação. Recebeu em 1967 o prêmio pelo projeto do Cartaz da 9ª Bienal de São Paulo. Criou em 1968, em conjunto com Karl Heinz Bergmiller o IDI-MAM Instituto de Desenho Industrial do MAM-Rio. Aposentou-se da UERJ em 2003, mas continuou na ESDI como pesquisador e orientador até 2008, e como consultor e designer independente até seu falecimento.

Relações com a Esdi

  • Professor(a): Graduação Design 1963 > 2003