Projetos de Pesquisa

Design e Tecnologia

Análise das dissertações produzidas no PPDESDI

Professor responsável: Sydney Fernandes de Freitas

Trata-se de pesquisa documental baseada no levantamento e análise das dissertações de mestrado defendidas no Programa de Pos-Graduação em Design da Esdi/UERJ. Tem como objetivo geral a fundamentação e o planejamento de ações que visem contribuir para o incremento e o desenvolvimento da pesquisa em design. No que se refere ao PPDEsdi, a pesquisa se concentrará na análise da documentação dos alunos e na análise da dissertações defendidas. Como parte da fundamentação, será feito levantamento histórico dos cursos de pós-graduação em Design no Brasil; a pesquisa se concentrará no depoimento dos iniciadores dos programas. Como objetivos operacionais tem-se a identificação de: O perfil dos mestres titulados no PPDEsdi.As principais áreas de interesse explicitadas nos relatórios. A identificação das linhas de pesquisas explicitadas e subentendidas nas dissertações. Para a análise documental serão consideradas: as fichas de identificação dos concluintes; as fichas catalográficas; as folhas de rosto; os resumos. Serão feitas entrevistas com os principais participantes do processo de implantação da pós-graduação em design no Brasil. 

Aplicações de CAD em projeto de produto

Professor responsável: Fernando Reiszel Pereira

Todas as etapas da atividade do Design, ou Desenho Industrial, seja no mercado de trabalho ou no âmbito acadêmico, são hoje realizadas com apoio do computador. Nesse contexto, a demanda pelo uso dos recursos computacionais e audiovisuais da ESDI/UERJ é cada vez maior, tanto na graduação quanto na pós-graduação. Este projeto tem por objetivo implantar o uso de CAD em várias etapas do design, tanto na modelagem 3D de um produto como na avaliação do comportamento mecânico do mesmo quando submetido à condições reais de uso. 

Automação em Desenho Industrial

Professor responsável: Fernando Reiszel Pereira

Projeto que tem como objetivo capacitar a Escola Superior de Desenho Industrial da UERJ a desenvolver seus próprios sistemas automatizados para dar suporte às diversas atividades de caráter tecnológico realizadas na unidade. Os equipamentos adquiridos com este projeto tornam possível o desenvolvimento de pesquisas mais aprofundadas nos campos de ergometria e biometria do PPDESDI e também possibilitam a execução prática de diversos projetos de graduação em design que necessitem de algum grau de automação.

Avaliação de Técnicas de Produção de Materiais Compósitos

Professor responsável: Fernando Reiszel Pereira

Desenvolvimentos de eco-produto feitos de eco-compósito com matriz de polímeros de origem vegetal ou sintética com reforço de fibras celulósicas virgens ou a partir de resíduos de pós consumo ou pré consumo com o objetivo de proporcionar um conjunto de atividades práticas e agradáveis ao estudante fazendo uso de uma metodologia simples, com recurso de registro e análise de imagens e da descrição objetiva de dados coletados. O caráter prático exploratório foi o principal motivador educacional, passando a proporcionar aos jovens designers, o uso de metodologia cientifica de caráter observacional e experimental,fazendo-os refletir de maneira crítica sobre o resultado dos experimentos e a importância de um método cientifico, abordando conceitos e conhecimentos de disciplinas diversas como: materiais e processos de fabricação, metodologia, física, química, informática , ergonomia e eco design. 

Design e Biomimética: práticas criativas e estratégias projetuais

Professor responsável: Luiz Antonio Vidal de Negreiros Gomes

Este projeto está ligado a grupo de pesquisa do CNPq e objetiva o desenvolvimento de práticas criativas (conjunto de técnicas) e de estratégias projetuais (conjunto de procedimentos) relacionadas, direta-indiretamente, à Biomimética e ao Design Industrial. Contando também com o conhecimento e saber de professores de IES nacionais (UFSM; UNIVILLE; UFPE) e internacionais (IDC-Mumbai; ITI-Illinois; IED-Milão), espera-se que a geração de material referente a novos métodos de projeto e de desenho de produto, reverbere em outras IES cujo foco de ensino esteja orientado à Inovação.

Design e Gestão de Projetos

Professor responsável: André Ribeiro de Oliveira
Outros professores participantes: André Monat e Lígia Maria Sampaio de Medeiros

Esta linha de pesquisa consiste na investigação sobre o gerenciamento de projetos da área de Design, buscando métodos que apoiem a identificação de um projeto de Design, como são organizados, executados e geridos pelos seus responsáveis e como as práticas presentes em Gestão de Projetos são (ou deveriam ser) utilizadas. A competição entre as empresas tem aumentado a participação do design como ferramenta estratégica de negócio. A discussão no campo do design foi ampliada, e, além de abranger “estilo” e “estética”, hoje aborda questões como “aprimoramento de produtos, serviços e processos”, “geração de inovação” e “eficiência operacional”. Seu foco está no desenvolvimento da experiência com o consumidor e na criação de produtos mais eficientes, nos setores público e privado. Sob este aspecto, torna-se fundamental definir o designer, enquanto uma competência central de empresas, tanto quanto estudar o papel do designer na gestão empresarial, especificamente na gestão de projetos. As ciências do design mostram-se, pois, promissoras como método de apoio à identificação de práticas e padrões que ajudam a definir regras que, por sua vez, podem ser utilizadas como base de sustentação de soluções organizacionais como a de gestão de projetos.

Efetividade de Universidades Empreendedoras

Professor responsável: André Ribeiro de Oliveira
Outros professores participantes: André Monat e Fernando Caro Secomandi

Esta linha de pesquisa tem como objetivo central promover ações orientadoras que levem à efetividade de Universidades empreendedoras e estruturas de avaliação de desempenho de tais Universidades. Neste sentido, elementos como o contexto do sistema nacional e regional de inovação, aspectos contidos nos conceitos de gestão empresarial, modelos de educação empreendedora e o próprio papel do designer neste contexto tornam-se discussões de base para a definição de regras que definem o projeto de Universidades empreendedoras. Busca-se aqui tornar as ações projetuais compatíveis com os princípios definidores de Universidade Empreendedora e tais regras geradas pela pesquisa de design servem como estrutura conceitual (framework) para uma interação mais produtiva entre academia e sociedade.

Eventos acadêmicos do PPDESDI: divulgação, catalogação e disponibilização das pesquisas realizadas

Professora responsável: Ligia Maria Sampaio de Medeiros

O presente projeto visa promover eventos acadêmicos no PPDESDI. Através da realização anual do Simpósio de Pós-Graduação em Design (SPGD) e do Seminário de atualização dos docentes de Pós-Graduação da ESDI busca-se agregar a comunidade acadêmica promovendo uma aproximação entre graduação, pós-graduação e pesquisadores com interesse em Design possibilitando discutir e difundir os novos conhecimentos produzidos pelos Programas de Pós-Graduação. Com o Seminário de Atualização dos Docentes de Pós-Graduação, o objetivo é promover uma reflexão e atualização permanente do projeto pedagógico do curso (PPC), da produção acadêmico-científica, e da gestão educacional. Desta forma, acreditamos estar contribuindo para o desenvolvimento e divulgação das pesquisas realizadas pelos Programas de Pós-Graduação e pela constante renovação e reflexão da atuação docente na área.

Infraestrutura para adequação de meios de prototipagem da ESDI 

Professor responsável: Fernando Reiszel Pereira

Trata-se da instalação de novas máquinas de prototipagem para a capacitação da ESDI na área de prototipagem, com a aquisição de uma impressora e “scanner” 3D. No entanto, não se pretende com esta parte do projeto tão somente transformar a escola em uma usuária das técnicas de impressão 3D, mas sim capacitar a escola para explorar novas possibilidades de técnicas de prototipagem por meio de técnicas de adição de material (impressão 3D). Com a aquisição de recursos adequados é possível a construção de equipamentos experimentais que permitirão o domínio do processo de fabricação 3D pela técnica de extrusão não só de materiais termoplásticos, mas também de outros materiais, por exemplo, ceras, argilas etc. 

Inovação orientada pelo Design

Professor responsável: Fernando Del Caro Secomandi
Outros professores e técnicos participantes: André Ribeiro de Oliveira e Lidia Maria Sampaio de Medeiros 

 Este projeto está ligado a grupo de pesquisa do CNPq e tem como objetivo promover ações, nos âmbitos da pesquisa, do ensino e da extensão, destinadas a compreender e aprimorar processos de inovação orientada pelo design em diversos setores da economia, públicos ou privados, industriais ou de serviços. Para tanto, o grupo dedica-se a questões como (1) gestão da inovação nas organizações; (2) metodologias, técnicas e ferramentas de projeto; (3) construção de conhecimento pluridisciplinar sobre o processo cognitivo subjacente às decisões de projeto, concepção e gestão de soluções. O grupo é atualmente formado por docentes e discentes da Escola Superior de Desenho Industrial (ESDI) e do Departamento de Engenharia Industrial (DEIN), ambos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).

Laboratório de Design de Interação para artefatos digitais

Professor responsável: André Soares Monat
Outros professores e técnicos participantes: Marcos André Franco Martins, Denise Del Re Filippo

Neste projeto está ligado a um laboratório de design de interação para artefatos digitais para dar apoio à linha de pesquisa de Design e Tecnologia do PPDESDI. Tal laboratório se preocupa com as diversas tecnologias que possibilitam formas avançadas de interação (como, por exemplo, realidade virtual e aumentada, scan de objetos tridimensionais, e tecnologia de Video Analytics) e suas aplicações no setor produtivo.

Processamento de Imagens, detecção de formas, partículas, padrôes e objetos

Professor responsável: Fernando Reiszel Pereira

Este projeto tem por objetivo o desenvolvimento de programas  em linguagem "Processing" para processamento e análise de imagens. Como exemplo pode-se citar um programa já registrado no INPI - Instituto Nacional da Propriedade Industrial (BR512015000670-3) destinado à reconhecimento de formas, padrões e partículas. 

Neste programa, a partir da segmentação de uma imagem digitalizada, calcula-se o numero de regiões ou partículas isoladas, bem como o centro de massa e tamanho de cada partícula, atribuindo-se um rótulo a cada uma delas.  Atualmente estao em processo de registro vários programas destinados a correção de distorções causadas por perspectiva e correção via homografia.

Raciocínio projetual: implicações para a educação geral e para o ensino de Projeto de Produto

Professora responsável: Ligia Maria Sampaio de Medeiros

Vários pesquisadores da área da educação projetual e criativa já realizaram estudos comparando o desempenho de sujeitos iniciantes e experientes como tentativa de melhor compreender o desenvolvimento de suas habilidades relacionadas ao projetar. Outros autores estudaram o raciocínio projetual – por eles denominado design thinking – sem realizar observações comparativas em termos da experiência acumulada dos sujeitos analisados. Nossa própria trajetória de pesquisa vem buscando traçar correlações entre a fluência na representação gráfica (ou graficacia) e o raciocínio projetual numa tentativa de encontrar indicadores ou padrões. Neste estudo pretende-se abordar o processo de transformação e de desenvolvimento do raciocínio projetual que ocorre ao longo da formação do estudante. Parte-se das premissas que: (a) projetar é atividade central e característica da profissão do Desenho industrial/Design, (b) essa atividade requer formas próprias de pensar e saber (uma epistemologia), (c) tal raciocínio pode ser aprendido e refinado a partir de experiências sistemáticas que se equilibrem entre desafios intelecto-criativos e suporte instrucional. Aqui se apresenta: (a) a revisão de estudos anteriores (esquema de Perry) úteis para o estabelecimento dos instrumentos de coleta de dados e de interpretação, (b) o relato dos estudos já iniciados pela proponente desta pesquisa; (c) uma breve discussão sobre a relevância do tema para a área de conhecimento do Desenho industrial e (d) a proposta de encaminhamento da nova etapa da pesquisa, explicitando objetivos, a metodologia prevista e os resultados almejados.

Sistemas de produtos para auxílio à administração de comprimidos

Professora responsável: Ligia Maria Sampaio de Medeiros

Em levantamento sincrônico e diacrônico de produtos existentes destinados ao gerenciamento de medicação (acondicionamento de comprimidos, separação por dosagens, alertas de horários), percebeu-se a carência de produtos que assistam às necessidades do paciente e de seus cuidadores no que diz respeito compreensão e cumprimento da prescrição médica. A literatura especializada indica o MRCI, Índice de Complexidade de Regime de Medicação que demonstra como a combinação de formas farmacêuticas, instruções, frequência de uso pode tornar a administração de medicamentos uma atividade bastante complexa. Esse cenário sugere que um sistema integrado de produtos e serviços merece estudo, desenvolvimento e teste com equipamentos apropriados em amostra populacional definida.

Tecnologias digitais e autenticidade: o estatuto da imagem fotográfica na linguagem visual contemporânea

Professor responsável: André Soares Monat
Outros professores participantes: Barbara Szaniecki e Marcos André Franco Martins

A investigação está voltada para o levantamento e a documentação: a) do estado da arte das técnicas de processamento da imagem, fomentadas por pesquisas científicas voltadas par o desenvolvimento de algoritmos específicos operantes sobre fotografias digitais ou digitalizadas; b) das raízes históricas da reformulação radical na linguagem visual contemporânea que essas técnicas implicam. As duas abordagens serão orientadas pela questão do estatuto da fotografia enquanto evidência.

Técnicas analíticas de produtos industriais: análise morfológica de capas de discos

Professor responsável: Luiz Antônio Vidal de Negreiros Gomes

Um disco de vinil, ou elepê, pode ser analisado sob diversos aspectos de uma civilização contemporânea. Para se fazer uso de técnicas analíticas, particularmente aquelas baseadas em exames gráficos, tomam-se a coleção e a seleção dos logogramas auxiliares ao desenvolvimento do raciocínio analítico. O primeiro quadro de logogramas servirá para posicionar taxionomicamente o produto industrial. O segundo quadro terá a finalidade de auxiliar a compreender os fenômenos criativos e projetuais de um produto, através de movimentos criativos, leis de simetria, distintos tipos de analogias e as ênfases nos artifícios, elementos gráficos. Consideram-se as linhas básicas que permitem identificar os fenômenos geométricos (pontos, linhas, configurações) num quadrado. Trata-se, por isso, de um produto resultante da prática projetual de comunicação, chegando por algumas vezes ao desenho de artefato. Em outros momentos se apresenta essencialmente concebido e produzido apenas como fruto do desenho expressional, mas a grande maioria das capas de disco é decorrência do forte trabalho criativo no desenho projetual.

Visualização de Informações e suas Aplicações

Professor responsável: André Ribeiro de Oliveira
Outros professores participantes: André Monat e Sydney Freitas

 Esta linha de pesquisa tem como objetivo a abordagem de métodos e técnicas inspiradas na visualização de informações que contribuam efetivamente para a experiência do usuário consumidor de tais informações. Uma das aplicações críticas que merece destaque é a visualização da informação em contratos eletrônicos. Em decorrência da revolução tecnológica e com a ascensão da sociedade em rede, vem se ampliando o número de negócios realizados por meios eletrônicos, principalmente diante das exigências de rapidez nas transações de alcance de escala mundial. Contudo, os contratos e documentos oriundos de meio eletrônico ainda causam incerteza quanto à sua validade e eficácia aos consumidores, o que gera uma forte insegurança jurídica para quem deseja se utilizar desses meios contratuais. Ou seja, o problema de excesso de dados e de informações produzidas gera grandes dificuldades na comunicação entre consumidores e empresas, causando incertezas, conflitos na tomada de decisões e até mesmo o desinteresse no uso desse meio. Como base metodológica, considera-se a ciência do design como abordagem pela qual os problemas devam ser tratados e as soluções propostas, considerando não só o componente teórico das questões tratadas, mas também os encaminhamentos e desdobramentos no mundo prático.

Design, Teoria e Crítica

A crise da modernidade e sua representação no cinema contemporâneo de problematização simbólica

Professor responsável: Jorge Lucio de Campos

Na interseção entre a teoria da comunicação, da cultura e do cinema, este projeto de pesquisa pretende investigar os termos da representação da crise da modernidade – em pleno apogeu no mundo ocidental contemporâneo − por parte de um segmento florescente do cinema aqui chamado de cinema contemporâneo de problematização simbólica.[1] Apoiando-se não apenas nos principais modelos teóricos explicativos disponíveis aos quais, em geral, se recorre, ele também busca um diálogo com novas fontes de informação sobre o assunto. Para tanto, se ampara na quantidade de filmes produzidos – em sua maioria, ao longo das últimas três décadas − por aquele segmento que, a seu ver, têm indiciado um empenho inequívoco, por parte de alguns cineastas, em propor uma ponte entre: 1) o fato estratégico da disseminação das práticas quotidianas da distração individual e coletiva; 2) a necessidade de um posicionamento crítico frente às relações (sobretudo, entre o poder e o conhecimento) que determinam as orientações variantes do jogo sociocultural; e 3) a urgência de um esclarecimento, por parte da sociedade, relativamente a determinadas questões centrais − do ponto de vista sociopolítico – para as futuras condições da vida humana no planeta. Trata-se de um novo esforço de interpretação/diagnose do tempo presente singularizada por uma crise difusa (econômica, política, moral, psicológica), que, favorecendo uma visão complexa do cinema − na contramarcha da insistência dos defensores das imagens hegemônicas em vê-lo como uma prática comprometida tão somente com o entretenimento de massa − se centra antes em sua dimensão “metafílmica”, pela qual se propõe não apenas pensar as suas próprias circunstâncias de acontecimento, como também incentivar e auxiliar o maior número possível de pessoas a refletirem acerca de si mesmas e de suas relações com os outros e com o mundo. Por último, valendo-se de métodos e técnicas já, amplamente, desenvolvidos por outros pesquisadores, tanto no âmbito nacional quanto no internacional − como a pesquisa bibliográfica, a leitura textual comparativa, a hermenêutica crítica e a análise semiótico-discursiva – este projeto buscará sistematizar os dados obtidos e disponibilizar o corpus de conhecimento alcançado, de modo que a comunidade acadêmico-científica possa assimilá-lo e incorporá-lo, favorecendo assim o desenvolvimento de outras investigações.

Abordagens críticas do design da interação 

Professor responsável: Marcos Martins

A produção teórica das áreas do design voltadas à interação, experiência do usuário e interfaces costuma, através do termo user centered design ou do guarda-chuva conceitual user experience, considerar o usuário como ponto de partida para qualquer projeto de design interativo. Omite-se frequentemente a produção (e não mero diagnóstico) de necessidades neste “usuário”, produção esta na qual o design desempenha papel crucial. Estudar práticas projetivas que explorem territórios não mapeados pelas ferramentas dominantes mais comuns de software e hardware é prática metodológica importante nesta pesquisa. Outra vertente do projeto volta-se para os mecanismos retóricos inerentes às supostamente objetivas formas de interação nos dispositivos contemporâneos. Trata-se de verificar e dissolver aquilo que o design da interação tende a ocultar através de pressupostos, soluções prontas e clichés, evidenciando estratégias de convencimento e operações de manipulação dos usuários.

Arte, design, comunicação e tecnologias na cultura contemporânea

Professores responsáveis: Marcos Martins e Noni Geiger

Esta pesquisa busca compreender possíveis liames históricos entre os campos da arte, design, comunicação e tecnologias numa acepção em que estes campos não são hierarquizados, evitando-se assim determinismos de qualquer sorte. Propõe-se, alternativamente às explicações históricas dominantes e cristalizadas, identificar atualizações do passado no presente, este sempre interessado ante os desafios interpostos pelos dispositivos atuais, concernindo à produção de subjetividades e agenciamentos de poder presentes explícita e implicitamente em qualquer produto cultural.

Codesign, Cidade e Cidadania

Professoras responsáveis: Zoy Anastassakis e Barbara Szaniecki

O projeto tem por objetivo a elaboração de uma plataforma para o desenvolvimento de metodologias em design colaborativo que possam fomentar uma cidadania ativa através de parcerias com diferentes pessoas, instituições e formas de organização. Nesse sentido, investiga como diferentes formas de participação cidadã são evocadas através dessas metodologias em distintos contextos sociais e territórios urbanos, buscando desenvolver e consolidar experimentos de design para o fomento de processos democráticos baseados em novas formas de participação cidadã.

Conceitos aplicados à prática do design

Professor responsável: João de Souza Leite 

A pesquisa busca identificar e caracterizar conceitos utilizados na prática da atividade.

Muito apoiada sobre o conhecimento tácito (ver Michael Polanyi – The Tacit Dimension), a prática costumeira do design tende a naturalizar os conceitos de que se utiliza e, desse modo, realimenta continuamente um acentuado grau de imprecisão, incompatível com a necessária consolidação do campo nos estudos acadêmicos. 

Por visar a constituição de um amplo thesaurus, sem limites preestabelecidos, a pesquisa pretende-se contínua e aberta a investigações tanto no tempo contemporâneo quanto no tempo histórico.

Da inovação social à imaginação coletiva: novas formas de engajamento e participação e suas correspondências com o ensino e a pesquisa em design (projeto vinculado à bolsa Prociência)

Professora responsável: Zoy Anastassakis

O projeto tem por objetivo dar continuidade à agenda de pesquisa levada a cabo por esta pesquisadora no Laboratório de Design e Antropologia, e que investiga as possibilidades de conjugação entre modos de produção de conhecimento próprios ao design e à antropologia, considerando também suas aplicações a situações e contextos de ensino e pesquisa, buscando assim por alternativas para o ensino e a pesquisa em design. Os principais objetivos do projeto são: 1) investigar as possibilidades teóricas e práticas de conjugação de modos de produção de conhecimento em design e em antropologia; 2) reunir dados primários e secundários sobre novos modos de engajamento e participação; 3) avaliar as possibilidades de correspondência entre esses modos de engajamento e participação e processos de ensino e pesquisa em design; 4) problematizar a noção de inovação social, avaliando as possibilidades de tensioná-la à luz da comparação com a categoria de imaginação coletiva.

Design, arte e condição de crise na modernidade

Professor responsável: Jorge Lucio de Campos

Questões teóricas concernentes às relações entre o design e a arte (ênfase: pintura e cinema) na atualidade. Possibilidades e potencialidades estético-poéticas do design. A atitude projetual como tema e como problema na arte. Capacitação reflexiva acerca das soluções teóricas elaboradas, do final do século XIX ao início do XXI, em função das principais questões por elas levantadas nos campos do design e da arte. Favorecimento de uma melhor compreensão do papel social do designer e do artista nos diferentes contextos culturais que marcaram a passagem da modernidade para a contemporaneidade. A condição de projeto e a condição de programa nas eras industrial e pós-industrial. O pensamento e a condição de crise sob as óticas do design e da arte. Os limites da teorização no momento cultural tardo-moderno. As ameaças recentes ao pensamento como criação: o consenso, a contemplação, a reflexão e a comunicação. O planejamento, a intenção, a criação, a diferença, a repetição, o agenciamento e a invasividade como estratégias de confrontação simbólica como caos.

Design e Antropologia: conexões possíveis

Professora responsável: Zoy Anastassakis

Investigar as possibilidades de conjugação de modos de produção de conhecimento em design e em antropologia, contribuindo para uma reflexão crítica sobre a transdisciplinaridade e suas implicações para a consolidação do design como campo de pesquisa. Contribuir para o estabelecimento de práticas de pesquisa em design, aqui tomado como ciência social aplicada, que nos permitam apontar para outros modos de enfrentamento dos desafios que se colocam à essa área profissional em meio à complexidade do mundo contemporâneo.

Design em movimento

Professoras responsáveis: Zoy Anastassakis e Barbara Szaniecki

Pretende pôr em movimento o campo constituído do design, com suas teorias e práticas, através de uma articulação entre diferentes campos de conhecimento: design, antropologia, ciências sociais e políticas. Este primeiro movimento, de cunho essencialmente teórico, se desdobra em uma multiplicidade de práticas que implicam em diversos atores/agentes, espaços institucionais e não-institucionalizados, assim como uma série de metodologias e ferramentas a serem testadas em experimentos.

Design, informação e linguagens visuais

Professor responsável: Washington Dias Lessa

O projeto está voltado para a investigação das linguagens visuais, tanto em seu caráter geral quanto em particularizações em artefatos, tendo em vista questões técnicas e de informação. Seus objetivos são: a) o de contribuir para a compreensão da efetuação formal/visual no âmbito do projeto de artefatos; b) o de contribuir para o mapeamento das questões ligadas à articulação entre informação e linguagens visuais.

Design: sentido e significação, informação e comunicação

Professor responsável: Washington Dias Lessa

O processo de constituição do design como campo professional caracteriza-se por dinâmicas envolvendo tecnologia, relações de trabalho, organização do mercado, o consumo de bens simbólicos, o ensino do design e outros modos de institucionalização social etc. E em cada momento se realiza empiricamente em áreas de especialização e em um plano onde se articulam concepções sobre a prática e sobre o próprio campo. Tendo em vista o área do design de comunicação no marco contemporâneo da sociedade da informação – onde se destaca a concepção de que “design é fazer sentido [das coisas]” (Krippendorf, 1989) – o projeto visa investigar alguns agenciamentos pontuais entre esses vetores de constituição do campo.

Elementos para uma análise acerca da incompreensão da noção de projeto pela sociedade brasileira.

Professor responsável: João de Souza Leite

A pesquisa visa identificar um número de elementos sociais, culturais e teóricos necessários a uma mais definida aproximação ao problema colocado. Integrada à pesquisa do Grupo de Pesquisa HTDesign

Epistemologia do design: as marcas do saber prático e do saber teórico

Professor responsável: Washington Dias Lessa

A identidade do design como conhecimento se constrói em duas frentes: a) o mercado, onde a profissão é praticada e ganha concretude e visibilidade social; b) a área acadêmica, onde o conhecimento produzido e operado pelos designers é sistematizado tendo em vista a formação profissional, assim como a pesquisa faz avançar o conhecimento tanto sobre a atividade quanto sobre o campo profissional. A pesquisa busca investigar os vetores que caracterizam a tensão que se estabelece entre os parâmetros científicos, próprios da academia, e o conhecimento prático mobilizado na atividade projetual. E tem como objetivo subsidiar uma compreensão academicamente rigorosa das especificidades práticas do projeto.

Epistemologia do design: investigações para uma delimitação do campo

Professor responsável: Washington Dias Lessa

O projeto visa investigar os modos como uma epistemologia do design pode se caracterizar, contribuindo para a compreensão das especificidades do design como conhecimento. Ultrapassando o domínio tradicional da epistemologia, voltado para o conhecimento proposicional, será feito um mapeamento de questões referentes ao conhecimento produzido/acionado no campo do design.

Estudos da imagem e da representação visual

Professoras responsáveis: Zoy Anastassakis e Barbara Szaniecki

Pesquisar a produção e recepção de imagens e de representações visuais em sua relação com o design enquanto campo e enquanto projeto. O projeto de pesquisa abrange um campo amplo de imagens e de representações visuais: desenho, fotografia, comunicação visual, artes plásticas, cartografias e infográficos. A relação com a prática de projeto é o elemento comum assim como a possibilidade de análise por meio dos campos de conhecimento que caracterizam o grupo de pesquisa Laboratório de Design e Antropologia (LaDA): design, antropologia, ciências sociais e políticas.

Estudos da imagem nas redes sociais

Professor responsável: Marcos Martins

O projeto tem o objetivo de investigar os fluxos retóricos de imagens em mídias velozes por meio de um viés crítico. Visa a elaboração de um acervo colaborativo  de manifestações imagéticas no ambiente digital. Através de publicações, tanto no âmbito acadêmico quanto nas próprias mídias sociais, busca-se trazer à luz estratégias retóricas e agenciamentos, favorecendo, para tal,  transversalidades entre os campos do design, arte, interatividade e estudos da mídia.  A pesquisa busca manter viva a análise das rápidas transformações por que passa a imagem contemporânea no que tange às questões da reciclagem de ideias e vocabulários; novas temporalidades de criação; design de interfaces e da interação; e impactos sociais das diversas conexões entre imagem, interação e tecnologias. 

HTDesign — História e Teoria do Design | Grupo de pesquisa registrado

Professor responsável: João de Souza Leite

Grupo de pesquisa direcionado a investigar a história e as teorias do design, numa perspectiva ampla, sempre direcionada a buscar o melhor entendimento de como a noção de projeto é absorvida (ou não) pela sociedade brasileira. Pretende-se, a partir do estudo da experiência histórica internacional e nacional, assim como da formulação teórica e metodológica a respeito de design, traçar um referencial significativo para sua melhor compreensão, e portanto, para o balizamento de ações projetivas de toda ordem.

O design e suas relações com a filosofia

Professor responsável: Jorge Lucio de Campos
Outros professores participantes: Daniel B. Portugal

Até que ponto e sob que aspectos o design pode aprender sobre si mesmo com o pensamento filosófico e vice-versa? E até que ponto, neste processo de revigoração epistemológica mútua, ambos podem auxiliar a reflexão sobre os principais problemas e inquietações que se nos afiguram neste novo início de século? Este projeto de pesquisa busca responder estas perguntas, ou melhor, abordar estas questões mediante uma leitura filosófica do design (assim como de uma leitura projetiva/criativa da filosofia). Ele tem como objetivo, portanto, estudar as relações possíveis entre estes dois domínios do conhecimento. Para fazê-lo, atentará inicialmente para as propostas filosóficas de alguns pensadores-chave dos séculos XVIII ao XXI, dentre eles: Kant, Schiller, Schopenhauer, Nietzsche, Bergson, Heidegger, Lacan, Foucault, Flusser, Simondon, Deleuze, Guattari, Latour, Sloterdijk.  Dará especial atenção, no estudo desses autores, aos diversos olhares lançados sobre: (1) as relações do homem (sujeito/indivíduo) com o mundo (objeto/natureza), e do homem consigo (na medida em que esta relação consigo é mediada por imagens e artefatos); (2) as relações entre pensamento/conhecimento e as atividades de projeto/criação; (3) as relações entre concepção/produção de artefatos e imagens e formas de valoração éticas e estéticas – questionando em que medida e sob que aspectos os processos projetuais e produtivos indicam um posicionamento e uma ação qualificadoras da dinâmica da vida; (4) as relações entre concepção/produção de artefatos e imagens e produção de sentido no âmbito sociocultural – questionando em que medida e sob que aspectos os processos projetuais e produtivos regem e são regidos por ordens sociossimbólicas.

O estado da arte da educação de design no Brasil | Século 21

Professor responsável: João de Souza Leite

Este projeto de pesquisa pretende investigar factualmente o atual estado da educação de design no Brasil. Dado o crescimento exponencial de escolas, faculdades e cursos de toda natureza e nível de certificação no campo do design ocorrido ao longo das duas últimas décadas no país e, simultaneamente, verificando o ainda incipiente desempenho da atividade frente aos problemas da indústria, do comércio e dos serviços, faz-se necessário avaliar os caminhos, e talvez os descaminhos, que essa atividade educacional por aqui tem trilhado. Questões básicas relativas à produtividade, a necessidades de inovação, à constituição de um inequívoco patamar de qualidade para os serviços, sejam públicos ou privados, exigem uma investigação aprofundada sobre o que vem sendo tomado como padrão, referência e tornado prática nas instituições educacionais nesta área.

Ortodoxia e heterodoxia na história do design: estudos comparados em história do design: Inglaterra, Estados Unidos, Alemanha, França, Fino-Escandinávia, Itália e América Latina.  

Professor responsável: João de Souza Leite

​A pesquisa visa identificar ​​as condições históricas e sociais​ para ​o surgimento do profissional do design e a evolução da prática em diferentes contextos políticos e geopolíticos. Os ofícios artesanais e questões estéticas se localizam nas raízes conceituais do design, embora cada situação nacional tenha engendrado carcaterísticas muito diferenciadas entre si, vindo a consituir, no início do século 20, o que se pode compreender como a ortodoxia do campo. Conceitos em pauta: ofício artesanal, industrialização, mestre artesão, design, estética industrial, desenvolvimento nacional, entre outros. Integrada à pesquisa do Grupo de Pesquisa HTDesign.

Poiésis, téchne, projectum: uma abordagem filosófica da atitude projetual e de sua contribuição para a consolidação e/ou o questionamento do tecnicismo planetário contemporâneo

Professor responsável: Jorge Lucio de Campos

Este projeto visa definir e situar o lugar e a atuação do design – enquanto um dos instrumentos historicamente assumidos pela mentalidade tecnicista – no projeto de concepção e consolidação da modernidade, aqui chamado provisoriamente de “normalização técnico-científica”. Tem por objetivos, entre outros: 1) oferecer novos subsídios teóricos acerca da atuação do design na contemporaneidade, visando reforçar a conscientização dos profissionais dessa área em relação às principais questões que marcam os nossos recorrentes debates e discussões acerca dos rumos da cultura e das alternativas para o reequilíbrio ecológico do planeta; 2) remapear a tradição milenar de pensamento que conduziu o Ocidente ao chamado “tecnicismo planetário”, destacando, para tanto, vários posicionamentos crítico-reflexivos frente à atuação das tecnociências e à sua crescente inserção no contexto pluricultural pós, neo, hiper e crítico-moderno; 3) favorecer uma consideração não só multidisciplinar, mas também inter e transdisciplinar do design, a partir de pontos de vista e referenciais teóricos oriundos, principalmente, do pensamento filosófico recente; 4) favorecer uma visão mais ampla e matizada do design, que corresponda e atenda ao seu atual nível de complexidade e problematicidade; 4) fornecer subsídios teórico-conceituais para/sobre a ação (ou potência de ação) e a intervenção do designer no mundo de hoje sobretudo em seus estágios sociopolítico e simbólico-cultural; 5) avaliar em que medida este poderia contribuir tanto para a consolidação quanto para o questionamento do já referido “tecnicismo planetário”, nos termos em que este foi/vem sendo definido e redefinido no/pelo próprio projeto tardo-moderno de ”normalização técnico-científica”; e 6) avaliar as efetivas possibilidades de se estar “a caminhar para uma era do design total, ou seja, de um mundo integralmente concebido, desenhado pelo homem, do mais íntimo detalhe ao mais amplo ambiente”, assim como os aspectos possivelmente negativos desta tendência.

Rio de Janeiro continua sendo? Agenciamentos e articulações das categorias de cidade, patrimônio histórico-cultural e design no contexto sóciopolítico carioca contemporâneo

Professora responsável: Zoy Anastassakis

Esta pesquisa se desdobra em quatro dimensões complementares, a saber: 1) análise comparativa entre as proposições político-governamentais que colocam em relação as cidades, o seu patrimônio histórico e cultural e o campo profissional do design, com foco para a esfera federal no contexto da redemocratização, nos anos 1980 (tema desenvolvido em minhas pesquisas de mestrado e doutorado) e a esfera municipal carioca, atualmente; 2) observação e análise das formulações e estratégias políticas da gestão Eduardo Paes no que tange às questões urbanas, e suas vinculações com o design e o patrimônio; 3) pesquisa etnográfica sobre os modos como tais proposições impactam a vida da cidade e de seus habitantes; 4) observação e análise do posicionamento da comunidade profissional de design carioca, face às proposições para a área oriundas da municipalidade.

O Design entre valores iluministas e românticos: produção material e dinâmica social no pensamento dos séculos XVIII e XIX

Professor responsável: Daniel B. Portugal

A pesquisa investiga os valores associados à produção material (e suas ressonâncias socioculturais) no pensamento dos séculos XVIII e XIX, tendo como foco a produção intelectual britânica. O objetivo principal é elaborar um panorama das tensões ideológicas (isto é, ligadas a concepções valorativas) que influenciaram a emergência do design como campo profissional. Para tanto, procura-se compreender como, no contexto britânico, os conflitos entre a moral iluminista e a moral romântica orientavam formas de olhar para a produção material e para as ressonâncias socioculturais da industrialização.

Visualidade, tecnologias e novas formas da imagem em movimento

Professores responsáveis: Noni Geiger e Marcos Martins

O projeto de pesquisa investiga o processo e o efeito das novas tecnologias de imagem em movimento e suas interfaces tanto em termos sócio-históricos quanto estéticos. Estão compreendidas as transformações das mídias, sobretudo a partir do evento do vídeo, e seus efeitos sobre a produção de sentido. Procura-se também entender fenômenos do campo da comunicação visual que implicam em relações de interatividade.

 

História do Design

História do Design brasileiro: registro, catalogação, preservação e disponibilização do acervo iconográfico da ESDI

Professor responsável: Guilherme da Silva Cunha Lima

O objetivo central desse projeto é o resgate histórico por meio da digitalização do acervo iconográfico da ESDI, que está sendo realizado nas dependências do Laboratório de História do Design Brasileiro (LHDB) do Programa de Pós-Graduação em Design da ESDI/UERJ. Dentre as contribuições desse projeto, cabe citar: a) Resgate e preservação do patrimônio histórico e cultural no que se refere ao design, em especial à história da ESDI; b) Possibilitar o acesso a pesquisadores interessados; c) Registro da memória de uma instituição de importância indiscutível; d) Fomento à produção científica de artigos, livros, monografias, dissertações e teses; e) Divulgação da História do Design Brasileiro. Ao longo de sua história, graças ao esforço e dedicação professores, alunos e ex-alunos, a ESDI acumulou um acervo único e inestimável. Esse acervo conta com coleções iconográficas de designers como Newton Montenegro e Bea Feitler, que foi diretora de Arte da revista americana Harper’s Bazaar, e de intelectuais do quilate de Orlando da Costa Ferreira. O acervo reúne mais de nove mil slides e negativos e cerca de oitocentos projetos de conclusão de curso de seus alunos. É urgente pois a disponibilização desse acervo para a consulta pública, como forma de aprofundamento da pesquisa histórica do design brasileiro. Em 2007, a escola tornou-se a primeira instituição de ensino na América Latina a receber o prêmio o iFGold, concedido pelo International Forum Design. No ano seguinte, 2008 a ESDI foi eleita uma das 50 melhores escolas de design do mundo pela revista Business Week, ao lado de instituições como Harvard e o Massachusetts Institute of Technology (MIT).