--gray-1
--gray-2
--gray-3
--gray-4
--gray-5
--red-1
--red-2
--red-3
--red-4
--red-5
--yellow-1
--yellow-2
--yellow-3
--yellow-4
--yellow-5
--green-1
--green-2
--green-3
--green-4
--green-5
--blue-1
--blue-2
--blue-3
--blue-4
--blue-5
--purple-1
--purple-2
--purple-3
--purple-4
--purple-5

Projetos

442 itens encontrados
a-z crono
PPDESDI Doutorado

O processo de profissionalização do UX reseacher

Bruna Milam Almeida
PPDESDI Mestrado

O projeto editorial de guias de arquitetura

Maria Helena Röhe Salomon
PPDESDI Mestrado

O surgimento da marca Daspu e a projeção de sua imagem através da imprensa

O presente trabalho é um estudo sobre a criação e aparecimento público da Daspu, marca de vestuário feminino que se tornou conhecida nacionalmente ao entrar em polêmica com a grife paulista Daslu, importante multimarcas de luxo. A Daspu foi criada em 2005, no Rio de Janeiro, pela Davida, uma ONG de prostitutas voltada para questões ligadas à cidadania, ao combate à vitimização, à discriminação, ao preconceito e ao estigma que atingem as mulheres que exercem essa profissão. E a marca surge publicamente através da imprensa, de modo inesperado para a Davida, antes que a confecção/grife estivesse estruturada. Com base no papel que a questão da autonomia relativa entre marca e imagem da marca adquire no caso Daspu, a opção desta pesquisa foi a de focalizar o processo de projeção pública da imagem da marca no espaço configurado pela mídia. Num cenário de várias confluências buscou-se a identificação dos temas que se cruzaram nesta cobertura, remetendo-os às suas condições de enunciação, dadas por posições e competências, e ao modo como se articulam na imagem da marca. Visando trazer uma nova inteligibilidade aos processos de produção de sentido presentes no caso Daspu recorre-se ao conceito de palavra de ordem, proposto por Deleuze e Guattari, como chave teórica para compreensão do caso, retomando as circunstâncias que possibilitam a enunciação Daspu transformar a idéia de uma confecção em uma grife possível, e potencializar social e politicamente a ONG Davida.

04 ago 2009
Jeanine Torres Geammal
Graduação Design

O todo não é à parte

‘O todo não é a(à) parte’ é um projeto que visa promover o reconhecimento de semelhanças e possíveis influências de danças árabes nas expressões culturais brasileiras. Este consiste de três tipos de peças gráficas: flipbook; cartão postal e spread de revista. Todas têm em comum o objetivo de intrigar e surpreender o espectador ao perceber semelhanças inusitadas entre essas danças.

2010
Natália Toledo de Lossio e Seiblitz
Graduação Design

O transporte de cargas pelo homem

Tese (hoje TCC) para diplomação em Desenho Industrial da Escola Superior de Desenho Industrial (1972) discute a forma inadequada como os profissionais ambulantes carregam mercadorias nas costas, ressaltando a praticidade e o menor cansaço dessa forma de transporte quando feito corretamente. Posteriormente desenvolve-se um recipiente para venda ambulante de refrescos com redução da carga fisiológica do trabalho.

NOTA: Este resumo foi redigido para fins de disponibilização digital do acervo da ESDI e não consta no documento original. Este item do acervo foi disponibilizado através do projeto Arquivo ESDI: História do Design via redes digitais de conhecimento aberto.

1972
Vários responsáveis
Tereza Maria Netto
Luciana Buarque Goulart
Graduação Design

O tratamento da fotografia no jornal brasileiro

Tese (hoje TCC) da diplomação na Escola Superior de Desenho Industrial (1973) busca mostrar como a fotografia é importante na comunicação jornalística, destacando a necessidade de integração entre designer e jornalista para alcançar eficácia na mídia.

NOTA: Este resumo foi redigido para fins de disponibilização digital do acervo da ESDI e não consta no documento original. Este item do acervo foi disponibilizado através do projeto Arquivo ESDI: História do Design via redes digitais de conhecimento aberto.

1973
Walter Carvalho e Silva
PPDESDI Mestrado

O Vidro e a Manufatura de Mário Seguso.Cristaleria Cá d’oro, um Estudo de Caso

Gil André Haguenauer
Graduação Design

Oficina, faça, crie, projete. Uma imersão no processo de mudança em uma escola pública.

O projeto trata-se de uma experiência de desenvolvimento de projeto realizada inicialmente com um grupo de alunos na escola Rui Frazão Soares através da oficina de projeto: Faça, Crie, Projete. A oficina teve como principal objetivo desenvolver a ideia de resolução de problemas no ambiente escolar, promovendo relações de parceria e cooperação, aliadas ao desenvolvimento de certas competências, habilidades e capacidades nos alunos, adquiridas através da “experiência do fazer”, ou “experiência de projetar”, ideia defendida por diversos pesquisadores. A conceitualização dessa oficina foi desenvolvida seguindo a corrente pedagógica de ensino por projeto, pois essa se apresenta como uma alternativa ao ensino tradicional, modelo que faz parte do projeto político-pedagógico da maior parte das escolas públicas no país. Na oficina tivemos o desenvolvimento de um desafio real: pro- mover uma mudança na escola, realizada pelos alunos, ideia proposta nesta oficina pelo tema “mudança no espaço”. Esse desafio se transformou na realização do projeto de montagem da biblioteca anexo aquela escola, que atualmente está em processo de reativação, desenvolvido e administrado por um grupo de voluntários moradores da região. O projeto BEM – Biblioteca Engenho do Mato pretende ser um ponto de leitura, cultura e lazer para o uso dos alunos e moradores da região, um projeto que irá beneficiar diretamente os alunos daquela escola.

2013
Priscilla Alves de Moura
PPDESDI Mestrado

Olhar negro sobre a evolução da estética dos desfiles de escola de samba

Arthur Henrique Silveira de Souza
PPDESDI Mestrado

Ontologia de Notícias: Um modelo para Classificação do Conteúdo dos Jornais ON-Line Brasileiros, Segundo a Lógica da Web Semântica

Este trabalho tem por objetivo propor um modelo de ontologia simples e generalista, capaz de descrever os conceitos mais básicos que permeiam o domínio de conhecimento dos jornais on-line brasileiros não especializados, fundamentado tanto na prática quanto conceitualmente, em conformidade com os princípios da Web Semântica. A partir de uma nova forma de classificação e organização do conteúdo, a ontologia proposta deve ter condições de atender as necessidades comuns de ambas as partes, jornal e leitor, que são, resumidamente, a busca e a recuperação das informações.

31 ago 2012
Leonardo Burlamaqui Lima da Rocha
PPDESDI Mestrado

Os contornos de sentido do termo design no fomento ao artesanato no Sebrae

O desenvolvimento de projetos de fomento ao artesanato com fins socioeconômicos no Brasil têm surgido em grandes números em todas as regiões do país em maior quantidade desde a década de 1990 e tem sido um dos principais responsáveis pela aproximação cada vez mais recorrente entre designers e artesãos. O Sebrae é hoje a maior agência de fomento ao micro empreendedorismo do Brasil e também a agência a realizar o maior número de projetos de fomento ao artesanato em todos os estados do país. Movimenta significativamente a economia do segmento e está relacionada ao desenvolvimento de políticas públicas aplicadas ao artesanato, e assim, ajuda a determinar as estratégias futuras para o setor. É também o maior responsável por facilitar o encontro entre entre designers e artesãos, e, por possibilitar estes encontros também baliza a maneira pela qual tais encontros são praticados, acionando designers através de consultorias oferecidas pelos profissionais da área àqueles aos quais os projetos se destinam. Esta pesquisa tem por fim perceber que design é esse que aplicamos no fomento ao artesanato, analisando os modos com que o termo design vem sendo acionado pelo Sebrae, buscando compreender como se dão as interferências destes conceitos nas práticas de designers no fomento ao artesanato realizados pela agência, através da análise de documentos gerados pelo Sebrae sobre as categorias design e artesanato, bem como através da pesquisa de campo realizada em Recife/PE que pretende investigar qual é o lugar do Sebrae nestes processos através dos discursos sobre as práticas de atores envolvidos nesses contextos no Pernambuco. Espera-se que através do investimento de pesquisa proposto nesta dissertação, possamos levantar questões que permeiam o campo do design quando se aproxima do artesanato, a fim de pôr em discussão os usos do design que emergem dos discursos sobre o fomento ao artesanato.

02 set 2017
Marina Sirito
PPDESDI Mestrado

Os passos da modernidade: uma abordagem crítica do design de calçados

A presente dissertação dedica-se ao estudo do design de calçados e, especificamente, à identificação e análise de suas relações com a modernidade. Sob esta ótica, procura-se evidenciar as mudanças ocorridas a partir do século XVII, como a organização e a estrutura de produção e comercialização de calçados na Europa, que culminam com o surgimento de um novo profissional - o designer de calçados. Com o intuito de auxiliar este novo profissional, o principal objetivo desta dissertação é a contribuição para a base de conhecimento em relação ao design de calçados. Apresenta-se, assim, uma nova proposta de tipologia de calçados, na qual pode-se classificar toda a diversidade de modelos contemporâneos, cujo design reflete claramente as influências da modernidade.

24 abr 2008
Ludmila Vieira de Oliveira
PPDESDI Mestrado

Os Plásticos: Panorama Histórico de Materiais e Design

Definições relativas ao objeto de estudo: os polímeros, suas categorizações e nomenclatura, como adotadas neste trabalho. Usos de materiais poliméricos naturais, da antiguidade à era industrial. Usos de materiais poliméricos naturais na indústria do século XIX e XX. Considerações sobre o design em materiais plásticos no século XIX. O desenvolvimento de materiais poliméricos semi-sintéticos no século XIX e sua aplicação industrial nos séculos XIX e XX. O estabelecimento da cultura de consumo. A percepção dos plásticos no século XIX. O surgimento dos materiais poliméricos sintéticos no século XX e seu impacto no design e produção em massa. Os avanços da química teórica e sua influência no desenvolvimento da indústria. O estabelecimento do design como disciplina formalizada na primeira metade do século XX. As primeiras manifestações da transformação de plásticos no Brasil. O papel dos plásticos na indústria das guerras e o reflexo das guerras no desenvolvimento da indústria de plásticos e no incremento do consumo na segunda metade do século XX. A expansão dos empregos dos materiais plásticos e o design produzido com estes materiais. A percepção dos plásticos no século XX. Tendências no design na segunda metade do século XX e o emprego dado aos plásticos. Os plásticos questionados como problema ambiental. Alguns caminhos possíveis para os plásticos no século XXI.

29 abr 2008
Gerson de Azevedo Lessa
PPDESDI Mestrado

Os sistemas de recompensa nas interfaces contemporâneas de comunicação

Na atualidade observa-se vastos estudos sobre os processos na área do Design acerca de como projetar experiências e prototipar interações entre pessoas e sistemas, e mesmo entre pessoas por intermédio de sistemas. Enquanto todo tipo de produto produz uma experiência de uso, com a evolução da interatividade as relações estabelecidas entre os usuários e os produtos tornaram-se mais complexas e modificaram-se ao longo dos anos. A abordagem teórica destinada a tratar essas questões também expandiu e diversificou-se simultaneamente. A partir de um estudo sobre os processos interativos e o campo teórico relacionado, foi possível identificar um fenômeno relativamente recente em interfaces nas quais pode ser verificado um alto nível de interação, a saber: os sistemas de recompensa. Cabe salientar que este termo foi emprestado da Neurociência, aonde é utilizado para descrever o circuito responsável pelo gerenciamento do comportamento através da indução de prazer e dor. Portanto, o autor desta dissertação propõe uma acepção do termo no âmbito do design de componentes interativos para designar o artifício, que muitas interfaces atuais incorporaram, de conceder aos usuários a possibilidade de apreciarem, ou não, determinado conteúdo em rede. Assim, pode-se compreender que o emprego do termo aqui é metafórico. Neste processo os usuários podem fornecer outros tipos de feedback ao sistema, como por exemplo um comentário, ou compartilhamento, estimulando assim uma série de desdobramentos interativos e repercussões para a experiência de uso do produto. Este trabalho propõe uma investigação qualitativa sobre as interações concernentes aos sistemas de recompensa, abordando tanto questões objetivas funcionais dos sistemas, quanto questões referentes ao feedback dos usuários. O Facebook será amplamente analisado, por ter sido uma interface pioneira na manipulação dos sistemas de recompensa, na qual estes componentes alcançaram um alto nível de desenvolvimento até este momento. A justificativa para esta pesquisa se deve a dois fatores particularmente relevantes: primeiro, a ausência de conteúdo significativo na literatura relacionada atual. Em segundo lugar, a notável expansão dos sistemas criados com esta finalidade, conforme será demonstrado no estudo. O objetivo deste projeto é compreender de que forma o design dos sistemas de recompensa influenciam o fluxo de interações e o comportamento dos usuários atualmente. Para tanto, esta pesquisa procura verificar como determinados aspectos teóricos do design - dedicados à compreensão da dinâmica de processos interativos - se aplicam a experiências reais de interação no mundo contemporâneo. Por exemplo, diversos modelos e frameworks nas áreas de HCI (Interação Humano-Computador), UX (experiência do usuário), e design de experiências destacam conceitos condizentes com aspectos identificados nos sistemas de recompensa que por sua vez encontram-se em processo de desenvolvimento, guiados por tendências comerciais de uma forma quase que intuitiva, no sentido de que pouca atenção tem sido dada na literatura sobre as bases neuronais que fazem este processo funcionar. Desta forma, pretende-se fornecer subsídios para uma melhor compreensão do impacto que os sistemas de recompensa analisados nesta dissertação desempenham sobre a experiência de uso entre consumidores e produtos delineados dentro deste paradigma.

06 mai 2015
Diogo Lean Veiga
PPDESDI Mestrado

Os valores do trabalho manual: passado e presente

Gabriela De Laurentis
PPDESDI Mestrado

Padrões de projeto para o design de revistas digitais para tablet

A presente pesquisa tem como objetivo propor padrões de projeto para o design de revistas digitais para tablet. É apresentado um conjunto de 20 padrões relacionados sobretudo a questões de interatividade e navegação referentes à configuração da página e à diagramação do conteúdo, visando aproximar questões de projeto editorial e de projeto de interface. Para a elaboração dos padrões, foi descrito o método de padrões de projeto: o que são eles, os procedimentos para a elaboração e as questões que envolvem o uso específico para a interação de revistas digitais para tablet. Com base em pesquisas sobre revistas digitais, foram identificados os principais elementos de design de interação para analisar, em um conjunto de revistas digitais para tablet, a forma como estão presentes e seus propósitos editoriais. Eis uma primeira proposta sujeita à validação junto a projetos de revistas digitais, com potencial para desenvolvimento e ampliação para outros produtos editoriais.

15 dez 2015
Pedro Biz Eschiletti
Graduação Design

Padronização da imagem visual de uma empresa

Tese (atualmente conhecida como TCC) para a diplomação em Programação Visual na Escola Superior de Desenho Industrial (1971). Consiste na análise da marca do SENAC de 1969 e na criação de um manual de marca para o SENAC.

NOTA: Este resumo foi redigido para fins de disponibilização digital do acervo da ESDI e não consta no documento original. Este item do acervo foi disponibilizado através do projeto Arquivo ESDI: História do Design via redes digitais de conhecimento aberto.

1971
Vários responsáveis
Raul Justo Coachman
Arthur Bosisio Junior
PPDESDI Mestrado

Para fazer o coração bater de novo: rebranding de uma empresa-ficção amorosa

André Victor Ramos
Graduação Design

Paragrafia

É um projeto experimental que se manifesta na linguagem escrita e diz respeito à relação que se estabelece entre leitor e texto. Um de seus principais objetivos é investigar o papel do designer não apenas como alguém que dá forma a letras, palavras e parágrafos mas também participa da escolha dos termos, que decide onde colocar vírgulas e pontos finais. O projeto gera conteúdo através de experimentos participativos acerca do tema linguagem e de um conjunto de textos que discutem, indiretamente a relação entre design e literatura. O projeto tem o formato de um livro dividido em quatro cadernos com cores diferentes e o desenvolvimento dele ocorreu através de três frentes, pesquisa de referências, elaboração e realização de experimentos e produção de textos, que ao longo do processo foram exploradas simultaneamente e se auxiliaram de maneira mútua.

2014
Flora de Carvalho Rodrigues
Graduação Design

Pedras portuguesas: história, técnica e espaço urbano

A pesquisa teve como tema a leitura da paisagem urbana da cidade do Rio de Janeiro, priorizando os aspectos relacionados à identificação da imagem gráfica a partir da análise dos diversos elementos que a compõe e, posteriormente, a seleção de um componente por sua presença, história e expressão gráfica no espaço urbano: as pedras portuguesas.

2015
Breno Assis dos Santos
PPDESDI Doutorado

Pensamento Projetual, o design thinking em práticas de cultura maker na escola

O projeto consiste em produzir reflexões relacionadas a processos e desenvolvimento de atividades multidisciplinares onde oportunidades e desafios serão mapeados de acordo com as necessidades do contexto escolar dos alunos envolvidos, sugerindo o pensamento projetual auxiliado por um uso consciente e produtivo dos recursos digitais e analógicos disponíveis. Implementando a parceria entre o Grupo de Pesquisa e Extensão Design & Escola da ESDI/UERJ e alunos e professores do Colégio Estadual Operário João Vicente (CEOJV), na região de Imbariê em Duque de Caxias-RJ, a pesquisa possibilita intervenções ativas e colaborativas envolvendo abordagens de design thinking em sala de aula, pretendo despertar a curiosidade e motivar a vontade de aprender fazendo dos estudantes, entendendo cada etapa de uma produção, interligadas entre si para realização de um projeto final. Produzindo e coletando dados diretamente do campo com seus personagens e suas redes e tramas.

Pedro de Almeida Cunha
PPDESDI Mestrado

Pensar-com imagens: subversões e fabulações em torno da bandeira nacional brasileira

Esse documento apresenta um estudo de versões modificadas da bandeira nacional brasileira, realizado a partir de ações de coleta (LE GUIN, 1989) de origens e autorias variadas. Esse conjunto de imagens é organizado, dividido e lido a partir de uma análise relacional, sustentada na concepção da pesquisa como uma prática de correspondência (GATT e INGOLD, 2013). Nessa investigação, a bandeira nacional brasileira é apresentada como uma imagem de dissenso estético – uma condição presente desde sua instituição como símbolo nacional, na Proclamação da República, mas que se tornou ainda mais aguda e visível entre os anos de 2013 e 2023, recorte temporal proposto para a coleta de imagens deste trabalho. A dissertação tem por objetivo investigar aproximações teóricas entre práticas de design ativismo e experimentos de fabulações especulativas (HARAWAY, 2023). Como contribuição, é apresentada uma coleção de 338 imagens de mobilização e releitura da bandeira brasileira, que podem ser observadas como usos plurais de design aplicado a imagens de comunicação e motivação política. Além disso, é defendido o potencial de ampliação de consciência crítica e de reorientação de subjetividades que ações de design ativismo e narrações especulativas carregam, contribuindo para o desenvolvimento e atualização de pesquisas e práticas no campo do design.

Ísis Helena Daou
Graduação Design

Pequenos barcos : um desenho industrial

Tese (hoje TCC) para obtenção de diplomação em Desenho Industrial (1967) versa sobre a construção de barcos de pequeno porte. 

NOTA: Este resumo foi redigido para fins de disponibilização digital do acervo da ESDI e não consta no documento original. Este item do acervo foi disponibilizado através do projeto Arquivo ESDI: História do Design via redes digitais de conhecimento aberto.

1967
José Maria de Oliveira
Graduação Design

Percepção de sinais. poluição visual

Tese (hoje TCC) da diplomação de Desenho Industrial da Escola Superior de Programação Visual (1972) aborda a percepção dos sinais, considerando a semiótica e a psicologia para debater sobre a sinalização de trânsito. Posteriormente foi elaborada uma estrutura que possibilita a criação de um ambiente de trabalho, funcionando também como uma forma de sinalização.

NOTA: Este resumo foi redigido para fins de disponibilização digital do acervo da ESDI e não consta no documento original. Este item do acervo foi disponibilizado através do projeto Arquivo ESDI: História do Design via redes digitais de conhecimento aberto.

1972
Vários responsáveis
Anita Hölck Laplam
Carmen Mancini Brown
1... 12 13 14 15 16... 19