--gray-1
--gray-2
--gray-3
--gray-4
--gray-5
--red-1
--red-2
--red-3
--red-4
--red-5
--yellow-1
--yellow-2
--yellow-3
--yellow-4
--yellow-5
--green-1
--green-2
--green-3
--green-4
--green-5
--blue-1
--blue-2
--blue-3
--blue-4
--blue-5
--purple-1
--purple-2
--purple-3
--purple-4
--purple-5

Projetos

444 itens encontrados
a-z crono
PPDESDI Mestrado

Inserção de Refugiados em cidades acolhedoras conforme logística de déficits e demandas de serviços e comercio de produtos

Gustavo de Campos Lima
PPDESDI Mestrado

Lentes Contemporâneas: Uma revisão teórica do Regionalismo Crítico ressignificado pela noção de lugar no século XXI

Fernanda Alves Barcellos
PPDESDI Mestrado

Para fazer o coração bater de novo: rebranding de uma empresa-ficção amorosa

André Victor Ramos
PPDESDI Doutorado

A computação aplicada na melhoria da experiência de uso das interfaces de portais corporativos na Internet sob a perspectiva dos projetos de design para visualização de acervos

Tarsus Magnus Pinheiro
PPDESDI Doutorado

O papel do designer: da combustão à compostagem

Philippe Leon Anastassakis
PPDESDI Doutorado

Pensamento Projetual, o design thinking em práticas de cultura maker na escola

O projeto consiste em produzir reflexões relacionadas a processos e desenvolvimento de atividades multidisciplinares onde oportunidades e desafios serão mapeados de acordo com as necessidades do contexto escolar dos alunos envolvidos, sugerindo o pensamento projetual auxiliado por um uso consciente e produtivo dos recursos digitais e analógicos disponíveis. Implementando a parceria entre o Grupo de Pesquisa e Extensão Design & Escola da ESDI/UERJ e alunos e professores do Colégio Estadual Operário João Vicente (CEOJV), na região de Imbariê em Duque de Caxias-RJ, a pesquisa possibilita intervenções ativas e colaborativas envolvendo abordagens de design thinking em sala de aula, pretendo despertar a curiosidade e motivar a vontade de aprender fazendo dos estudantes, entendendo cada etapa de uma produção, interligadas entre si para realização de um projeto final. Produzindo e coletando dados diretamente do campo com seus personagens e suas redes e tramas.

Pedro de Almeida Cunha
PPDESDI Doutorado

Perspectivas Profissionais no Universo das Escolas de Samba: conceito decolonial no projeto artístico

O presente projeto de pesquisa preliminar, como objetivo principal, visa a descrever a linha de acontecimentos dos trabalhos dos designers dentro da ambiência profissional das escolas de samba do Rio de Janeiro, com a perspectiva de um projeto artístico para um desfile de escola de samba no Rio de Janeiro, que tenha foco na desconstrução dos “universais1 escravocratas” (correntes, grilhões, ferros e ferramentas de tortura) no design anticolonial que pode ser aplicado desde a pesquisa do enredo.

Marcus Paulo de Oliveira
PPDESDI Doutorado

As experiências periféricas em artes e o ensino em design

Jonathan Nunes de Souza
PPDESDI Mestrado

Realidade virtual para treinamentos e imersão em ambiente offshore

Anderson Lee
PPDESDI Doutorado

Design e economia circular nas confecções de vestuário em Nova Friburgo - RJ

Dayane Cabral Ziegler
PPDESDI Doutorado

A Moda Afro-Brasileira como Elemento de Identidade, Comunicação e Posicionamento Politico para Afrodescendente

Catarina Costa de Souza
PPDESDI Doutorado

Análise da retenção da informação obtida através de recursos visuais de relatórios e dashboards da área administrativa/financeira com foco no processo de tomada de decisão

Fernando Santoro
PPDESDI Mestrado

Imagens esquecidas, objetos e histórias encontradas no shopping chão

Victor Venancio
PPDESDI Mestrado

Cozy Games: Uma busca pelo bem-estar mental nos jogos eletrônicos

Em uma sociedade mentalmente exausta, diferentes tipos de mídias, incluindo jogos eletrônicos, buscam maneiras para auxiliar os indivíduos na manutenção do bem-estar mental. Atualmente, os chamados Cozy Games, ou Jogos Aconchegantes — jogos eletrônicos cujo principal objetivo é entregar conforto emocional e bem-estar mental aos jogadores (COOK et al., 2017) — estão em ascensão, provando que, além de existir um grande público a ser considerado, os jogos podem ir além do estereótipo violento e evocar sentimentos positivos. Porém, um problema enfrentado por jogadores que se preocupam com sua saúde mental — a qual foi exacerbada devido à pandemia de COVID-19 em 2020 — é a dificuldade de encontrar jogos eletrônicos que compartilham a mesma preocupação, visto que a indústria não possui uma classificação bem definida para essa categoria de jogos.

Larissa Nunes Lima
PPDESDI Mestrado

Cartografias do Afeto - A Quinta da Boa Vista como espaço de produção de memória coletiva

Joana Berrondo
PPDESDI Mestrado

Da imagem estática à representação gráfica de movimento: uma análise comparativa das estratégias de composição visual e das convergências estéticas entre o painel das histórias em quadrinhos e o quadro cinematográfico a partir de “Persépolis” (2000) e “Tungstênio” (2014)

As histórias em quadrinhos se propõem a traçar narrativas de forma visual, a partir de um léxico muito próprio de signos e de contratos estipulados com o seu leitor. Numa posição ativa de construção de sentido, quem as consome se vale essencialmente de “imagens pictóricas e outras justapostas em sequência deliberada destinadas a transmitir informações e/ou a produzir uma resposta no espectador” (MCCLOUD, p. 9). Em se tratando de uma produção gráfica estática, a fruição de movimento completo dos personagens, portanto, se dá a partir da elipse entre os quadros. É de extrema importância que o leitor esteja disposto a trabalhar ativamente para trazer vida ao escopo narrativo completo da obra. É, portanto, inegável a relação entre forma e conteúdo na construção narrativa, estética e estilística da obra. Os quadrinhos operam como meio – e não como gênero, importante frisar – e deliberadamente se apropriam das particularidades de sua linguagem como ferramentas narrativas. É de suma importância nesse momento direcionar nosso foco para o objeto de estudo do presente trabalho: a relação estética traçada entre o design do quadro na arte sequencial – convencionado como “painel”, tradução do “panel” (EISNER, 1989) – e o do quadro cinematográfico – do inglês “frame” – dela adaptado. A relação entre a sétima e a nona arte parte de sua realização fundamental, desde a proposta embrionária de representação fiel de movimento a partir dos fotogramas sequenciais de Muybridge em 18781. A película projetada nada mais é que a exibição de vinte e quatro fotogramas por segundo, um seguido do outro, utilizando-se da relação íntima de proximidade entre um fotograma e outro para criar no espectador a ilusão de movimento – extrapolando o fator hipnótico da representação do real (BENJAMIN, 1994), “real” este perfeitamente aplicável à movimentação de agentes físicos no espaço filmado. A análise das engrenagens e técnicas necessárias à tecnologia do cinema pelo prisma de sua realização revela, no entanto, que a cinesia filmada não é real. É, pelo contrário, simulada no espaço vazio da ínfima fração de segundo entre um fotograma e outro – fotogramas tais cuidadosamente desenhados e estruturados para simultaneamente congelar a ação no tempo e dar vida ao seu movimento pela sequencialidade. É similar a construção feita nos quadrinhos: o movimento é efetivamente criado pela atividade do leitor de percorrer a página com os olhos e imaginar, completando os espaços entre os painéis, o local onde a ação se desenrola e vira realidade (EISNER, 1989).

Carlos Eduardo Queiroz
PPDESDI Mestrado

Interações solidárias: um estudo sobre metodologias participativas no desenvolvimento de tecnologias para movimentos sociais

Se o uso de tecnologias digitais está diretamente relacionado com mudanças nos modos de produzir e de se relacionar, como as tecnologias da informação e comunicação podem contribuir para a luta pelo reconhecimento e garantia dos modos de vida de uma população? Essa é uma pergunta que orienta a realização desta pesquisa, que busca compreender como os conhecimentos do design de interação podem contribuir para a concepção de tecnologias adequadas às lutas populares promovidas por movimentos sociais. Desde 2020, a partir da associação a uma cooperativa de trabalho que desenvolve tecnologias para movimentos sociais, as experiências vividas na prática dos projetos participativos acumulam uma série de questionamentos, percebidos no âmbito do trabalho cooperativo, acerca do caráter hegemônico do design. Em um período de quatro anos, a diversidade de projetos realizados contribuiu para a identificação de requisitos técnicos alternativos para a concepção de TICs mais inclusivas, como a proposta de criação estruturas flexíveis e desenvolvidas a partir de ferramentas livres (software livre), que contribuem para a apropriação e manutenção das tecnologias pelos próprios movimentos sociais. Contudo, ainda que as tecnologias desenvolvidas sejam demandas apresentadas pelos próprios movimentos ou pelas organizações com as quais esses grupos organizados se articulam, o rigor metodológico em que os conhecimentos em design são praticados parece configurar uma repetição de padrões hegemônicos que dificulta a percepção de modelos alternativos para o desenho dessas tecnologias.

Com o aumento do uso e familiaridade das TICs pela população, as demandas apresentadas pelos movimentos sociais exigem a elaboração de sistemas cada vez mais complexos. Em experiências práticas recentes, como, por exemplo, no desenvolvimento de um aplicativo para a economia doméstica e acesso a políticas públicas por comunidades radicionais do Rio Negro ou na tentativa de criação de plataformas para o organização de cooperativas de trabalho, a multiplicidade de saberes exigidos para a elaboração do projeto demanda um nível de participação que as metodologias comumente utilizadas não estão preparadas para contemplar. Por esse motivo, considerando que os movimentos e organizações sociais estão cada vez mais necessitados de sistemas adequados para o fortalecimento de suas iniciativas, a pesquisa propõe um estudo de casos de trabalhos práticos de design de TICs para movimentos sociais. Desejamos sistematizar as dificuldades e as alternativas encontradas no âmbito de elaboração de projetos participativos, para que sejam assimilados aos conceitos e propostas teórico-metodológicas que vêm sendo desenvolvidos, pela academia, para o campo do design.

Camilla de Godoi
PPDESDI Mestrado

Olhar negro sobre a evolução da estética dos desfiles de escola de samba

A proposta para pesquisa com o título "Olhar do negro sobre a evolução da estética dos desfiles de escola de samba" tem como objetivo analisar a evolução da estética dos desfiles de escola de samba sob a perspectiva de indivíduos negros. A pesquisa se baseia em uma abordagem qualitativa, utilizando entrevistas semiestruturadas com indivíduos ligados ao universo do samba, como carnavalescos, pesquisadores e integrantes de escolas de samba, e a análise de materiais como fotos, vídeos e textos relacionados aos desfiles ao longo dos anos, buscando resgatar o negro como centro da discussão. A pesquisa visa destacar a importância da perspectiva negra para a compreensão da estética dos desfiles, enfatizando a necessidade de valorizar a diversidade cultural brasileira. Ela destaca a importância do samba como um elemento de resistência e afirma que a preservação das raízes afro-brasileiras no samba e nos desfiles é essencial para a construção de uma identidade nacional mais inclusiva e diversa.

Arthur Henrique Silveira de Souza
PPDESDI Mestrado

Em Busca da Lona: O Movimento Pendular Cultural no Rio de Janeiro

A pesquisa tem como objetivo pensar uma cartografia a partir da investigação das práticas culturais de corpos periféricos que cruzam diferentes regiões em busca de lazer na região central do Rio de Janeiro. Ao focar nesses espaços, percebe-se um grande símbolo que atrai esses grupos para as festas de ruas cariocas: as tendas de lona de circo. Assim, destaca-se a arquitetura efêmera, buscando mapear os afetos dessa cartografia. Esses espaços são cruciais para a formação de identidades e grupos, pois fomenta expressões como o samba e o funk. O estudo visa analisar essa cultura como uma ferramenta de resistência, explorando a constante transformação dos locais selecionados para estudo de caso, a fim de entender como esse símbolo, com sua presença em eventos e ausência no cotidiano, influencia o comportamento urbano e social, além de atrair pessoas de diferentes regiões do Rio de Janeiro.

Anna Carolina Madureira
PPDESDI Mestrado

A cartografia social como ferramenta na criação de vínculo junto aos moradores de Petrópolis

Em 15 de Fevereiro de 2022, a cidade de Petrópolis foi cenário de um dos maiores desastres ambientais registrados no país, deixando mais de 3 mil desabrigados e 234 mortos (Diário de Petrópolis). Outros dois desastres de grande proporção foram os ocorridos em 1988, que atingiu o primeiro distrito, deixando 134 mortos e mais de mil desabrigados, e o que ocorreu em 2011, que atingiu toda a região serrana do estado, deixando mais de 900 mortes e 100 pessoas desaparecidas, sendo o maior impacto ocorrido na cidade de Nova Friburgo. Em Petrópolis, a região mais atingida foi o 3o Distrito, principalmente, o Vale do Cuiabá. Embora as chuvas tenham atingido o primeiro distrito como um todo, são em áreas de maior vulnerabilidade social onde percebe-se o maior impacto da tragédia. São nessas localidades onde o poder público demora mais para chegar e garantir retorno ao acesso à direitos básicos como energia elétrica e água. Segundo o site da Prefeitura de Petrópolis, até o dia 18 de Abril de 2022, foram contabilizadas 137 construções com estruturas danificadas que deveriam ser demolidas nas regiões do Alto da Serra, Quitandinha, Caxambu, São Sebastião, Chácara Flora, Siméria, Bingen, Bairro da Glória, Provisória, Mosela, Morin, Estrada da Saudade e Castelânea. Até Março de 2022, o Centro da cidade não contava com as sirenes de alerta da Defesa Civil que indicam o risco de deslizamento e, os lugares onde essas sirenes existem muitas vezes não vem acompanhado de treinamentos do que fazer em situações de emergência. O indicado é ir para um local seguro, normalmente uma escola municipal, que não é abastecida e nem preparada para receber uma grande quantidade de pessoas. Todo o alimento, roupas e kits de higiene pessoal são recebidos através de doações, porém apenas depois de acontecer o pior. De acordo com os jornais da época, o Cemaden (Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais) emitiu um alerta de chuvas fortes para a região dias antes. Este órgão foi criado após a tragédia de 2011 com intuito de monitorar e emitir alertas sobre condições meteorológicas que possam oferecer risco à população. Mesmo com a tecnologia implantada para o monitoramento meteorológico e movimentação do solo, não houve a realização de obras necessárias para evitar este tipo de tragédia. De acordo com o site do MAB, o Governo do Estado, em balanço realizado no ano de 2021 (dez anos desde a tragédia de 2011), reconheceu que um terço da verba, equivalente à R$ 500 milhões, destinada à construção de moradias, contenção de encostas e limpeza do leito dos principais rios não havia sido ainda aplicada. Este fato corrobora para o indicativo de que a vulnerabilidade e exposição das pessoas às áreas de risco aumente o impacto das chuvas num território já propenso aos deslocamentos de terra.

Ana Carolina Lopes Gomez
PPDESDI Doutorado

Intenção e resultado da linguagem pictórica na visualização de dados

Guilherme da Costa Garcia
PPDESDI Doutorado

Inventando problemas - Bens comuns urbanos na região central do Rio de Janeiro

A "potencialidade de se criar ou inibir novas formas de relações sociais (novos bens comuns)". Agora, além dos quilômetros percorridos em cima da bicicleta, eu tinha um problema por inventar. Uma invenção que este anteprojeto dá conta apenas parcialmente, uma vez que se trata de problematização de experiências que envolvem outros agentes além de mim mesmo. Nos processos de inventar problemas faculdades como a sensibilidade, a memória e a imaginação constroem um cenário onde o que importa não é um arranjo convergente dessa faculdades em benefício de uma conclusão ou solução do problema que se pretende inventar. (KASTRUP, 2001) Diante disso, como atuar coletivamente no território em questão acompanhando, mapeando e potencializando ações locais que disputam o sentido e o significado dos espaços urbanos largamente hegemonizados por interesses capitalistas na região central, do Rio de Janeiro?

Winston Sacramento
PPDESDI Doutorado

Transformação dos espaços urbanos: circularidade e ressignificação a partir das festas populares

A partir de um olhar de brincante e designer, com atenção especial aos estudos de design e antropologia, utilizando de métodos de pesquisa qualitativa documental e etnográfica urbana, tenho como objetivo geral investigar a transformação de espaços a partir da festa. Essa investigação visa dar ênfase às espacialidades geradas pelo encontro entre os corpos coletivos em festa, criando desenhos efêmeros e duradouros de cidade, que é atravessada pela temporalidade dos ciclos festivos. Além disso, a pesquisa visa trazer reflexões sobre as dinâmicas sociais, políticas e econômicas no desenho da cidade e do território, levando em consideração processos de negociação e conflito na ocupação e habitação dos espaços compartilhados, assim como a circularidade presente nesses processos. Usando métodos de pesquisa com design, pretendo também documentar essas mudanças e processos através da criação de produtos visuais que dêem conta de processar e tangibilizar os achados de pesquisa.

Mariana Alves Monteiro
PPDESDI Doutorado

Guanabara, imensidão e abismo: coletas e descartes

A aproximação entre os campos de design e arte através da construção de métodos poéticos pode abrir brechas para compreender a cultura material no Antropoceno a partir do gesto de coletar e do gesto de criar. Essa pesquisa apresenta potencial de enriquecimento criativo dos modos de escrever Pesquisa em Design através de uma abordagem experimental para produzir sentidos em vez de soluções técnicas. Esses sentidos serviriam para mostrar os terrores do Antropoceno na Guanabara, um lugar que é ao mesmo tempo encantador e repulsivo. Por conta dessa interconexão entre os campos, é importante produzir e investigar proposições artísticas que envolvem problemáticas tangentes ao Design. Além disso, quando se pensa em um contexto local, em que a Escola se localiza muito próxima à baía, é importante que os descartes sejam trazidos para serem vistos e discutidos no âmbito acadêmico, uma vez que projetamos objetos no Antropoceno. Essa pesquisa é relevante para a linha de pesquisa Teoria, Informação, Sociedade e História devido à sua abordagem experimental que mistura pesquisa artística com debates metodológicos, teóricos e interdisciplinares. O projeto amplia a compreensão das metodologias de pesquisa e contribui para uma abordagem inovadora, voltada à experimentação, à discussão de paradigmas científicos e a articulações com outras áreas.

Kauê Marcos Pereira da Silva
1 2 3 4... 19